Sair ou não da casa dos pais? Parte 1 – Eu escolhi sair

Mais uma das difíceis escolhas nesse período é morar ou não longe dos pais. As vezes isso é inevitável por vários fatores, mas para quem fez essa escolha, as coisas não vão ser tão fáceis.

Tenho em mente fazer minha faculdade fora, mas imagine ter que acordar cedo (sem ninguém pra ficar no seu pé te incomodando), pegar ônibus em um lugar que talvez você não conheça, ter que almoçar em restaurantes ou se aventurar na cozinha, cuidar da limpeza de uma casa com pessoas que você provavelmente não conhece!  Essa é uma aventura que muitos estudantes fazem, mas talvez não seja tão ruim assim, pois morar sozinho pode trazer independência, que acarreta responsabilidade e autonomia nos afazeres mais simples de sua rotina. A oportunidade de fazer um curso superior que não seja oferecido em sua cidade ou de estudar em uma instituição melhor também é uma das vantagens, além de conhecer novos ares…  É preciso tomar essa decisão com muita paciência,  conversar com seus pais, e saber se você realmente está preparado para entrar nessa.

Morar longe dá trabalho, nos tornamos responsáveis por coisas que nunca percebemos enquanto estamos com nossos pais, mas é fato que com a rotina e com o tempo nos acostumamos e algumas tarefas podem se tornar normais em seu dia-a-dia. Além da saudade de amigos e família, que para pessoas com dificuldade para se adaptar e fazer novos amigos pode ser mais um obstáculo e tanto.

Dicas

1. Converse com pessoas que já passaram ou estão passando por isso, tire suas dúvidas, peça conselhos e entenda os prós e contras.

2. Não fique animado e muito menos eufórico com a ideia de “se livrar” dos pais, tenha sempre em mente o que te levou a sair de casa, liberdade tem sempre que ter seus limites.

3. Tenha paciência ao fazer essa escolha, converse com seus pais e pergunte se estão de acordo com sua ideia, não faça nada sem a aprovação deles.

4. Reflita sobre seus modos antes de procurar uma república ou um apartamento para dividir com outra pessoa, além de ter cuidado com onde e com quem morar.

5. Procure conhecer a cidade onde você pretende morar, como pontos de ônibus,  localização,  costumes,  etc.

É uma oportunidade muito boa para quem procura ter mais possibilidades de faculdade/emprego, mas é preciso também ter responsabilidade. Não pense que você pode se arrepender ou não vai aguentar tudo isso, mas sim que é uma forma de conhecer novos rumos e ganhar mais uma experiência!

– Bruna Vidal ❤

Amanhã é a Roberta com a Parte 2!! Fiquem de olho 👀

Beijossss, até domingo que vem 😙😙😙

Anúncios

2 comentários sobre “Sair ou não da casa dos pais? Parte 1 – Eu escolhi sair

  1. Não gostei desse tema, kkkkk. Mas caso seja necessário, é exatamente isso, muita responsabilidade, e companhias responsáveis.

    Curtir

  2. Pingback: Vatagens e desvantagens – Roberta Pandolfi | Caleidoscópio dos Sonhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s